Para além do objeto existe um som: por uma escuta do design

Maria Lucília Borges

Com o avanço da ciência e tecnologia, as ferramentas de design adquiriram potencialidades de máquina, e a máquina tornou-se não apenas “ferramenta” de produção de objetos como passou a ser, ela mesma, o objeto. O projeto do design migrou da materialidade do papel e do objeto palpável para a “imaterialidade” dos bits e bytes, do fixo para o fluxo, do programado para o acontecimento, sempre em processo. O som, matéria-prima da música, invadiu o território do design borrando as fronteiras entre som, imagem, visível, invisível. Desta forma, este artigo propõe apontar a potência projetiva do design, a qual vai além da produção de objetos de consumo, indo ao encontro do som e da “produção” de afectos.

objeto; projeto; afecto; potência; escuta

Veja o artigo completo

Esta entrada foi publicada em Simpósio 2011. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>