Metamorfoses do visível

Denise Jorge Trindade

Neste artigo, propomos verificar como a imagem se sobrepõe ao signo linguístico nas esculturas contemporâneas produzindo outras imagens que, por sua vez, não cessam de proliferar sentidos ao gerarem instabilidades na visibilidade em suas metamorfoses. Para isso, abordaremos esculturas no expressionismo abstrato, principalmente as de David Smith e as de Jean Dubuffet e seus totens de poeira sob a abordagem de Rosalind Krauss. Nesta mesma tendência, o trabalho contemporâneo da brasileira Rivane Neuenschwander será enfocado por sua afirmação poética do cotidiano. Consideramos que as metamorfoses do visível problematizam o lugar da arte, produzindo questões na contemporaneidade.

imagem; signo; metamorfoses; visibilidade

Veja o artigo completo

Esta entrada foi publicada em Simpósio 2011. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>